O vírus da ostentação

Vamos refletir um pouco?

Artistas e até pessoas que não são famosas gostam de mostrar, nas suas redes sociais carros, jatinhos, lanchas e outros artigos de luxo que custam muito dinheiro. Vejo muita gente com a necessidade de marcar a localização dos restaurantes caros que frequentam, quando postam fotos nas suas redes sociais, além de outros lugares, como forma de ostentar o que acreditam ser felicidade.

Não vejo nenhum erro em se fazer essas coisas quando o que se quer mostrar é a alegria pela celebração do momento (um aniversário, comemoração de algum projeto com os colegas de profissão ou comemoração de alguma outra conquistas). É agradável estar com amigos e parentes em ambientes bonitos, organizados, que nos ofereçam serviços de qualidade, pois tudo isso nos proporciona conforto. É agradávél, sim, estarmos em ambientes luxuosos.

O que não me parece salutar é a necessidade que muitas pessoas têm de estar SEMPRE nesses locais; em apenas ver alegria nas comemorações realizadas nesses ambientes; em apenas dar valor ao que se adquire com muito dinheiro. Salutar, para mim, é saber viver a vida de forma equilibrada… É não se deixar levar apenas pelo luxo, pelo belo e pelo caro. É saber dar valor as coisas que têm o seu valor sem custar muito dinheiro… É saber valorizar as riquezas que a natureza nos oferece; é gostar também das coisas simples; é querer estar presente na vida de pessoas que não tem nada de luxo para nos dar… Continuar lendo

Para quem acha que a vida do outro é mais fácil do que a sua

Um dia desses conheci um vídeo lindo que me foi apresentado pela amiga Xaline (obrigada Xaxa por essa oportunidade!). Esse vídeo traz uma lição muito bonita e chama-se MEUS SAPATOS. Você o conhece?

Para quem ainda não o viu, sugiro que primeiro você aperte o play e depois leia abaixo.

É compreensível o comportamento desse garoto que, em função da sua mente pueril, se compara ao outro e deseja ter os bens que este tem. Já o segundo garoto valorizava algo que me parece ser mais importante: a liberdade de poder andar e correr.

Continuar lendo